Incólume

que não tem perigo, ausente de ferimentos
que está são e salvo, ileso
bem conservado, intacto
adjetivo de dois géneros (feminino e masculino)

ETIMOLOGIA
Do proto-itálico in+kalami: danificado

FONÉTICA
in··lu·me
sotaque de São Paulo: ĩ.kˈɔ.lu.mi
sotaque de Lisboa: ĩŋ.kˈɔ.lu.mɨ

UTILIZAÇÃO
“Mas não sei de que valha imaginar
um outro ser incólume e perfeito
que da minha substância seja feito
e tome, noutro mundo, o meu lugar…”
Poema Já estou a ficar velho de António Franco Alexandre

VARIAÇÕES ERRADAS
inculeme, inculome

incólume

Publicado em Palavra

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Recebe no e-mail: clica aqui

Comentários Recentes
Lucas Ferdinand em houve, ouve ou houveram?
Lucas Ferdinand em houve, ouve ou houveram?
Lucas Ferdinand em houve, ouve ou houveram?
Jubens (@_JoaoRubens… em Encíclica
antonio em a, á, à, ou há?
  • 1,408,812 visitas
%d bloggers like this: