Límpido

claro, puro
nítido, transparente
fresco, sereno
sem nuvens
feminino: límpida
adjetivo masculino

ETIMOLOGIA
Do latim limpidus: claro, brilhante

FONÉTICA
lím·pi·do
sotaque de São Paulo: lˈĩ.pi.dʊ
sotaque de Lisboa: lˈĩ.pi.du

UTILIZAÇÃO
“O amor é quase impossível. Terá de ser límpido, fecundo e desinteressado. De ambos os lados.” Casimiro de Brito

VARIAÇÃO ERRADA
linpido

límpido

Na categoria Palavra

Ecolalia

repetição automática e prolongada de sons, palavras, ou frases ouvidos
nome feminino

ETIMOLOGIA
Do grego antigo ἠχώ (ēkhṓ): som + λαλιά (laliá): fala, conversa

VARIAÇÃO ERRADA
eculalia

ecolalia

Na categoria Palavra

Coalescência

união de partes que se encontram separadas
aderência
aglutinação
nome feminino

ETIMOLOGIA
Do latim coalesco: unir, juntar

UTILIZAÇÃO
“De um lugar insustentável, o eu que narra, idêntico a si próprio, ou confundido com o que vê, numa coalescência contagiante que atinge o eu delegado no enunciado.” em A Paixão Segundo G. H. de Clarice Lispector

VARIAÇÃO ERRADA
coalescênsia

coalescência.jpg

Na categoria Palavra

Alienação

ato ou efeito de alienar
cessão de bens
arroubamento do espírito
loucura, alucinação
nome feminino

ETIMOLOGIA
Do latim alius: outro, estranho

FONÉTICA
a·li·e·na·ção
sotaque de São Paulo: a.li.e.na.sˈə̃w
sotaque de Lisboa: ɐ.lje.nɐ.sˈɐ̃w

UTILIZAÇÃO
“A mulher que principia a amar tem oito dias de alienação moral. O espirito anda-lhe à solta, e um hábil caçador apanha-lho…” em O Princípio do Amor Tem Oito Dias de Alienação Moral de Camilo Castelo Branco

VARIAÇÃO ERRADA
alianação

alienação

 

Na categoria Palavra

Frívolo

que tem frivolidade
que não dá atenção a coisas sérias e de valor
sem importância, sem valor, vão
superficial, fútil
feminino: frívola
adjetivo e nome masculino

ETIMOLOGIA
Do latim frīvolus: vazio, fútil, sem valor

FONÉTICA
frí·vo·lo
sotaque de São Paulo: fɾˈi.vo.lʊ
sotaque de Lisboa: fɾˈi.vu.lu

UTILIZAÇÃO
“Um homem corajoso e dotado de sabedoria não teme um homem mau; mas não pode impedir-se de desprezar um homem frívolo.” Marquês de Vauvenargues

VARIAÇÃO ERRADA
frívulo

frívolo

Na categoria Palavra

Veneta

fúria
acesso repentino de loucura
capricho
mania, tineta
dar na veneta = vir à ideia
nome feminino

ETIMOLOGIA
Origem incerta. Possívelmente do latim vēna (veia) + eta.

FONÉTICA
ve·ne·ta
sotaque de São Paulo: ve.nˈe.tə
sotaque de Lisboa: vɨ.nˈe.tɐ

UTILIZAÇÃO
“O estilo consiste em escrever como nos dá na veneta.” Sofocleto

VARIAÇÃO ERRADA
vineta

Veneta

 

Na categoria Palavra

Esotérico

relativo ao esoterismo
secreto, oculto
misterioso, estranho
incompreensível às pessoas não iniciadas ou ao comum dos mortais
em filosofia, o que é reservado aos iniciados
feminino: esotérica
adjetivo

ETIMOLOGIA
Do grego antigo εσωτερικός (esoterikós): interno, dentro

FONÉTICA
e·so··ri·co
sotaque de São Paulo: e.zo.tˈɛ.ɾi.kʊ
sotaque de Lisboa: i.zɔ.tˈɛ.ɾi.ku

UTILIZAÇÃO
“E isso é o esotérico: o oculto, o escondido, não por maldade premeditada, mas pela nossa própria ignorância.” Delia Steinberg Guzmán

VARIAÇÃO ERRADA
exotérico

não confundir com isotérico: isotérmico; de igual temperatura no Verão

esotérico

Na categoria Palavra
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 78 outros seguidores